Rodrigo Minotauro apresenta em Goiás projeto esportivo nas escolas

Programa ‘Esporte Para Além das Fronteiras’ tem potencial para transformar Estado em celeiro de atletas de elite.

Neste momento de realização da 32ª edição das Olimpíadas da era moderna em Tóquio, em plena pandemia da Covid-19, o desempenho honrado e impressionante dos atletas brasileiros desperta constatações e indagações que vêm se repetindo, a cada ciclo olímpico: a constatação é a da admiração de compatriotas os quais, a despeito de todas as dificuldades com que se defrontam, não só chegam às olimpíadas como ganham cada vez mais medalhas.

A indagação é ainda mais assertiva: diante de exemplos tão comoventes de esforço pessoal e de demonstrações de potencial tão evidentes, por qual razão o Brasil não se torna uma potência olímpica?

No caso brasileiro, o mais curioso é que o diagnóstico, acertado, também é repetido, a cada ciclo olímpico, por profissionais do esporte de alto rendimento, jornalistas, atletas e ex-atletas consagrados, bem como formadores de opinião: a necessidade da adoção de melhores polícias, que liguem a prática esportiva à atividade escolar, ou seja: sem um vínculo entre esporte e escola de maneira estrutural e aprofundada, é difícil fazer com que o país realize esse frequentemente frustrado potencial.

Em Goiás, um importante passo pode ser dado no sentido da mudança desse quadro. Na terça-feira, 3 de agosto, o governador Ronaldo Caiado e os prefeitos de Goiânia, Rogério Cruz, e Gustavo Mendanha, de Aparecida de Goiânia, vão receber Antônio Rodrigo Nogueira, o Rodrigo Minotauro, e Pedro Trengrouse para conhecer as diretrizes do Esporte Para Além das Fronteiras.
Única iniciativa de educação voltada para a prática esportiva em consonância com a Base Nacional Curricular Comum (BNCC) do Ministério da Educação (MEC), o projeto Esporte Para Além das Fronteiras aproveita as melhores práticas do processo de inserção da prática esportiva no ambiente escolar dos Estados Unidos e Europa para adaptar essas duas experiências tanto à prática quanto às diretrizes da BNCC.

De acordo com Pedro Trengrouse e os irmãos Nogueira (Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro), autores do material didático do projeto Esporte Para Além das Fronteiras, a maior diferença entre os modelos de inserção da prática esportiva em ambiente escolar do Brasil e dos Estados Unidos e Europa é a inclusão do esporte em todo o processo educacional como um fator de aumento do rendimento escolar e de formação/aprimoramento da cidadania e do futuro profissional do mercado de trabalho, de forma equilibrada, destinada à evolução pessoal do indivíduo.

Enquanto no Brasil e na Europa os alunos se dedicam equilibradamente tanto à atividade esportiva quanto aos estudos até atingirem a etapa de formação universitária, no Brasil a necessidade de dedicação exclusiva ao esporte de alto rendimento surge mais cedo. O resultado é a prática esportiva surgir como um incentivo ao abandono à atividade escolar.
Para fazer frente e propor uma solução pedagógica adequada a tal desafio, o projeto Esporte Para Além das Fronteiras propõe a adoção de um material de apoio à prática esportiva voltado à promoção de um ambiente competitivo ético e da inserção de uma cultura esportiva evoluída no ambiente escolar, na qual o esporte deixe de ser visto como uma prática meramente recreativa para se tornar um meio eficaz de oportunidades, tanto acadêmicas quanto profissionais.

Para tanto, o projeto possui, entre seus pilares, a utilização o esporte como instrumento para o desenvolvimento intelectual, físico e emocional, bem como para a melhoria do rendimento escolar com o incentivo, por exemplo, do aprendizado da língua inglesa ao nível da proficiência.

A metodologia é simples, mas eficiente: o material didático é utilizado para a exposição de 10 a 15 minutos antes da prática esportiva na escola. Para tanto, são oferecidas várias ferramentas pedagógicas, tanto para professores quanto para alunos.

Entre estas, o projeto oferece uma plataforma digital integrada, a qual estabelece contato direto entre olheiros, atletas e professores, destinada à prospecção de atletas de elite em potencial.

Confira a matéria completa em: https://www.onzedemaio.com.br/rodrigo-minotauro-apresenta-em-goias-projeto-esportivo-nas-escolas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *